Brinquedos sexuais...

... que tem em casa e nem imaginava. Em tempos de crise (na economia ou na relação), nada como ser imaginativo e fazer de cada dificuldade uma oportunidade para inventar. E ser um bocadinho mais feliz.
Por Sónia Gomes Costa

... que tem em casa e nem imaginava. Em tempos de crise (na economia ou na relação), nada como ser imaginativo e fazer de cada dificuldade uma oportunidade para inventar. E ser um bocadinho mais feliz.

A ideia de dar uma lufada de ar fresco à sua vida sexual parece-lhe muito bem mas ainda assim a timidez ou a preguiça impedem-na de fazer uma incursão à sex shop, verdade? Ok, deixe-se estar em casa que está muito bem. Acredite que está no sítio certo para uma caça ao tesouro do sexo. É aí mesmo na sua zona de conforto que vai descobrir que alguns dos objetos que utiliza no dia a dia podem também ser usados como brinquedos sexuais. Para lhe facilitar a vida, selecionámos 11 apetrechos caseiros que prometem arejar a sua sex life. Agora é só seguir as pistas, pôr-se em campo e resgatar a recompensa!

Lenços, gravatas e cintos
Uma vida sexual mais picante está à distância de uma gaveta. Pois é, a gravata do seu companheiro, o seu lenço Hermés, ou até o cinto do seu roupão são ótimos aliados para desvendar novas sensações nos seus jogos sexuais. Para vendar os olhos (os seus ou os dele), atar as mãos, ou “puxar as rédeas”, o que importa é desatar-se dos pudores e deixar-se levar pelo improviso.

Chuveiro de mão e afins
É bem provável que nunca tenha imaginado encontrar um objeto de cariz sexual na sua banheira – e não estamos a falar do patinho de borracha, referimo-nos, isso sim, à cabeça do seu chuveiro de mão. É que este objeto (tão comum que nem se dá por ele) pode combinar ajustes de temperatura, velocidade e pressão para vários graus de estimulação nos genitais e onde mais lhe convir. Mais: olhe com olhos de ver para a prateleira dos produtos do duche e vai certamente encontrar uma ou outra embalagem com uma forma fálica sugestiva… A partir de agora, sozinha ou acompanhada, vai encarar o seu quarto de banho como um refúgio do prazer!

Máquina de lavar
E já que estamos a falar de vibrações, temos outra boa notícia: pôr a roupa a lavar aí em casa nunca mais vai ser um frete. Vai ver que num daqueles domingos despacha essa tarefa com uma motivação tal, como nunca pensou até aqui. Peça-lhe a ele para a sentar em cima da máquina de lavar e deixe-se embalar ao ritmo da lavagem. Pode não ser suficiente para chegar ao orgasmo mas as vibrações e o calor acrescentam um estímulo bastante hot, pode crer!

Elixir dentífrico
Aquele líquido que usa para bochechar e desinfetar a boca é literalmente uma frescura para o sexo. Quem diz o elixir diz também os rebuçados ou as pastilhas de menta que não servem só para aliviar a tosse ou disfarçar o mau hálito. Sabia que a hortelã-pimenta promove a circulação e aumenta o fluxo sanguíneo para uma resposta sexual mais intensa? Estes itens podem mesmo proporcionar uma sensação fresca e um formigueiro agradáveis durante o sexo oral. Mas atenção: use o antissético bucal antes, nunca durante o ato, porque a adstringência pode ser dolorosa (arde mesmo!) nas áreas mais sensíveis. Dica: o gelo também é fresco e derrete onde bem apetecer!

Chocolate e outras guloseimas
O sexo nunca foi tão doce, para si e para ele, quer provar? Derrete-se na boca, nas mãos e onde mais possa imaginar… Sim, trata-se do chocolate a ser besuntado e degustado em forma de tablete, em crepe ou mousse em sítios do corpo que apetecem comer. Por falar em degustação, experimente também deslizar uma goma comprida no pénis do seu parceiro para servir de anel peniano comestível durante o sexo oral. Este tipo de objeto é utilizado para prender o sangue no pénis criando uma sensação de pressão que lhe dá bastante prazer. Dica: o seu elástico de cabelo também faz o mesmo efeito, só que sem a guloseima!

Salazar e outros utensílios de cozinha
Leve a colher de pau, os pincéis de pastelaria, o salazar ou outras espátulas para o seu quarto e vai passar a cozinhar de outra maneira. As cerdas macias do pincel provocam uns arrepios deliciosos quando passeiam pelos mamilos, costas e genitais. Dica: antes de passar à ação passe o pincel por água morna ou fria (conforme lhe dê mais gozo). Se preferir sensações mais fortes, puxe da espátula ou da colher de pau para uma sessão de palmadas light.

Vela
A combinação cera e pavio não serve só para dar luz. Garantimos-lhe que pode aquecer, e muito, o ambiente. É que a vela pode ser um apetrecho bastante kinky, sim senhora. Seja derretida em cima da sua pele, ou da dele (sempre com cuidado, claro), seja para brincar com a sua forma fálica (se for daquelas que se acendem nos candelabros). Este objeto é um must que promete deixá-la muito acesa.

Cremes e loções
A suavidade escorregadia de uma loção é o complemento perfeito para um bom trabalho de mãos. Não é por acaso que muitos homens são fãs desta ferramenta de masturbação. Na verdade, as loções à base de óleo são as preferidas pela sua consistência e porque não secam tanto, contudo deixam nódoas nos lençóis e na roupa. Mas tome nota do seguinte: convém não misturar este tipo de produto com brinquedos sexuais nem com preservativos de látex porque estraga os materiais. É pois aconselhável apenas o uso externo – nada de besuntar-se com o creme porque corre o risco de infeção. Jogue antes pelo seguro e use lubrificantes à base de água ou vaselina nas suas partes baixas. Se por acaso o stock de lubrificantes estiver em baixa, parta em busca do ingrediente presente na maior parte deles: o Aloe Vera. Certamente que irá encontrar algum produto em gel no armário da sua casa de banho que contém este ingrediente. Leia o rótulo e certifique-se de que o pode usar em segurança ou se é restrito a uso externo. Está proibida de utilizar se tiver outros aditivos ou conservantes como álcool que podem causar irritação ou infeção. Se tiver a planta Aloe Vera, tanto melhor, porque pode aplicar diretamente nos genitais (mas nunca o cato, é óbvio!).

Aparelhos que vibram
Pode soar a exagero mas não custa sentar-se em cima do seu subwoofer quando está a tocar no máximo power os potentes graves. A ideia é sentir o som a latejar para despertar a zona das virilhas (e os vizinhos também provavelmente!). Se puser em contacto o clítoris com a coluna então o efeito latejante é ainda maior. Lembre-se de que a sua área pélvica é sensível a vários estímulos porque é composta por 15 mil terminações nervosas.
Ainda há outro aparelho vibratório de que nem desconfiava e que anda sempre consigo. Pense bem naquele seu objeto inseparável que não serve só para fazer chamadas e enviar sms. Depois de sentir o poder de estimulação que ele tem, vai tratá-lo (ainda mais) como o seu melhor amigo. Então ponha o seu telemóvel no modo vibrar e peça a alguém para lhe ligar e voltar a ligar uma e outra vez. Depois desfrute a sensação vibratória (e não é ao ouvido!). Se estiver sozinha e tiver um smartphone, pode descarregar uma aplicação para um jogo a sós: MyVibe por MyPleasure permite-lhe controlar os impulsos vibratórios do telemóvel – de curtos e rápidos para os mais longos e lentos… e são só good vibes!

Saco de água quente/almofada térmica
Além de perfeitos para aliviar as dores menstruais e ajudar a relaxar os músculos cansados, quando na temperatura ideal, estes objetos podem ajudar a estimular a circulação sanguínea dos genitais e não só. O efeito será mais intenso se já estiver excitada sexualmente pondo por exemplo o saco ou a almofada aquecidos por debaixo das costas ou do rabo (sempre enfiados dentro do lençol). Nota: também existem vários geles estimulantes no mercado que geram calor para aumentar a circulação e fazem este mesmo trabalho.

Etiquetas: Sexo, Brinquedos, Casa

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre cookies